Roteiro de um dia em Nova York

12

Há uns 15 dias um primo passou um dia aqui em Nova York, sua primeira vez na cidade, numa escala de sua viagem. No programa, fazer algumas compras pra ele usar nas suas férias e ter uma idéia geral da cidade, que ele pretende ver com mais calma no caminho de volta.

Nos encontramos de manhã, em frente ao hostel onde tinha pernoitado, em Chelsea. Ele está viajando com um amigo, por isso pegou um quarto com duas camas de solteiro e banheiro privativo. Achei o atendimento da recepção bem primitivo mas ele, que tem mais experiência nesse tipo de hospedagem, disse que achou bem aceitável. O café da manhã, isto é, pão é fruta, está incluso no preço.

Caminhamos até a Sexta Avenida com Rua 23 e chegamos na Best Buy, para dois eletrônicos básicos (câmera e GPS). Consumidor brasileiro está numa fase super bem quista, por seu poder aquisitivo. Isto faz com que o atendimento seja mais solícito, mas eu notei uma tendência mais forte a dar aquela empurradinha em uma capinha, um acessório, uma promoção que nem vale tanto a pena.

Compras feitas, seguimos pela 23 até a Quinta Avenida, onde estão o Flatiron Building, O Madison Square Park e o Eataly. Subimos até a Rua 34, e passamos pela Macy’s, avistamos o Empire State Building e almoçamos num restaurante super furreca, um diner (/dáiner/) na verdade, que eu só tive coragem de entrar depois de ver no twitter a foto de uma quase celebridade que eu gosto fazendo uma refeição ali.

Deixamos minha filha na esgrima e seguimos até a Times Square, onde visitamos uma loja de artigos esportivos. Muita gente que mora aqui tem uma resistência a comprar ali, achando que é muito turístico, mas algumas coisas, como esse tênis de corrida de última geração que procurávamos, têm um preço relativamente fixo em qualquer loja e, a menos que você tenha algum coupon de desconto de alguma outra loja, acho mais conveniente ir a um lugar prático, que sabemos que vai ter o último lançamento pelo preço de mercado e pronto.

Da Times Square, seguimos para a Quinta Avenida, passando pelo Rockefeller Center, onde o rink de patinação deu lugar a mesinhas de restaurantes. Seguimos acompanhando aquele canteiro central, que dá em frente à Saks Fifth Avenue, loja de departamento elegante e cheia de coisas ótimas pra quem não está interessado em pechinchas. Seguindo em direção ao norte, passamos pela Catedral de Saint Patrick, pelo Atlas, que fica exatamente em frente à igreja, por muitas lojas conhecidíssimas, pelo Trump Tower, pela Henri Bendel e Bergdorf Goodman, duas lojas boas de namorar, e enfim chegamos à loja da Apple, em frente ao Plaza Hotel e a um pulinho do Central Park.

Pela rua que margeia o sul do Central Park seguimos até o Columbus Circle e descemos um pouco pela Broadway, um pouco pela Oitava Avenida, onde passamos pelo Shake Shack.
Pegamos minha filha na esgrima e seguimos para o sul da ilha. Fomos de metrô até a prefeitura e caminhamos até a Century 21, passando pelo Woolworth Building, Saint Paul Church (aquela que resistiu à queda das Torres Gêmeas) e Ground Zero.

Compras leves feitas, seguimos pela Broadway. Passamos pelo Zucotti Park (da ocupação de Wall Street), pela Trinity Church (prédio público em uso mais antigo de NYC) e entramos na Wall Street, onde vimos a Bolsa de Valores de Nova York e Federal Hall. Descemos pela Broad Street, onde está a Fraunces Tavern, lugar marcante na Revolução Americana.

Viramos à direita na Water Street, indo em direção ao Battery Park. Neste trechinho de rua, dois lugares a observar: à esquerda, a saída das balsas pra Staten Island, que são boas pra quem está com o orçamento apertado mas quer ver a Estátua da Liberdade da água; á direita, um mcDonald’s, importante por ser um dos poucos banheiros públicos disponíveis nos finais de semana nessa área.

Passeamos pelo Battery Park, onde está a escultura que originalmente se localizava na praça central do World trade Center, e tiramos lindas fotos com a Estátua da Liberdade e um por-do-sol incrível de fundo.

Começamos a volta subindo pela Brodway e dando um rápido alô para o Touro de Wall Street. De metrô, fomos até a Rua 14 para uma parada estratégica no buffet de sopas do Whole Foods. Encerramos o turismo expresso na Union Square.

Para quem tinha pouquíssimo tempo, ele viu muita coisa!

Quem sabe esse nosso roteiro de um dia sirva de inspiração a quem estiver passando rapidamente pela cidade. E para os que ainda não tem planos concretos, que sirva para uma viagem virtual para Nova York!

12 COMENTÁRIOS

  1. Sensacional o roteiro. Diga, os trechos em que você não menciona o uso do metrô foram todos feitos à pé?
    🙂

    • Que bom que gostou, Emerson! Isso mesmo, a maior parte do turismo foi feito à pé, sempre o melhor jeito de conhecer Nova York! 🙂

        • Com roupas adequadas não é mutio sofrido, não! Quando o frio aperta é só entrar numa lugar fechado pra aquecer e começar de novo. Só não dá pra ir pra beira do rio ou pra pontes, porque aí é dureza de aguentar!

  2. Querida Lu, para retribuir este roteiro delicioso que vc proporcionou ao Lucas, ofereço a vc o roteiro das caipirinhas em Bertioga: limão, frutas vermelhas, maracujá….., com direito a banho de mar em águas mornas e estadia em lençóis de algodão 100%. Tudo por conta da tia! Saudades de vc, Lu e obrigada por tudo.

  3. Muito boas suas dicas, estou na mesma situacao. Meu voo chega a cidade as 6am e partira para las vegas somente as 23, acha que os pontos que voce citou acima sao legais para eu seguir? Chegarei em 9 de fev.

    Sou marinheiro de 1 viagem ai e arrasto bem mais ou menos o ingles…rsrs

    Se houver mais alguma dica, ou se puder indicar um guia para seguir comigo esse dia que passarei ai…agradeceria muito!!

    Abs., parabens pelo site!!

  4. Bom dia, tudo bem? Gostei de saber que sa pra fazer esse tanto de coisas em um dia porque pretendo visitar vários lugares em pouco tempo também rsrs. Você escreveu que sua filha faz Esgrima…meu marido é Esgrimista também e como vou viajar sem ele gostaria de comprar algo de esgrima pra ele aí em NY. Você sabe de algum lugar que vende? Qualquer coisa, enfeites, bonequinhos esgrimistas, etc… Vou dia 15/08/ 14. Muuuuito obrigada!!!

    • Oi, tudo bem? Nossa dá pra fazer muita coisa num dia, se você se organiza bem. Olha, a loja de equipamento que tem em Midtown tem algumas coisinhas (uns pins, chaveirinho de máscara, essas coisas) mae é bem pouco. Você pode dar uma passada lá 115W 30th st. É uma loja bem pequenininha. A gente não compra esse tipo de coisa. Se você quiser comprar equipamento, a melhor loja fica em New Jersey. Se quiser comprar online, chega em dois dias normalmente (http://www.absolutefencinggear.com/shopping/index.php)

Comments are closed.